CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

sábado, 31 de dezembro de 2016

Ano Novo

É momento de dizer adeus ao ano que termina e receber um ano novo
Desejo de todo coração que esse ano novo lhe traga alegria, sucesso e dinheiro honesto. Que todos os seus sonhos sejam realizados.
FELIZ ANO NOVO!

Paz, saúde, amor, felicidade, prosperidade... É o que desejo voces que estiveram comigo desde sempre.

Olá!


Vamos quebrar padrões, desfazer tabus, eliminar preconceitos
desatar estigmas em 2017?

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

BOA TARDE COM DRUMONND


"Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade,
recompensa, justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo,
eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."
Carlos Drummond Andrade

domingo, 25 de dezembro de 2016

Boa Noite

Chegou o Natal...
Espero que esta data signifique
muito mais que simplesmente trocar
presentes, pois de nada adiantaria
belos pacotes se dentro de nós houver
um coração mesquinho, preocupado
somente com as coisas materiais
e sem lembrar durante
o ano todo das lições
ensinadas por
Jesus.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

...


Solstício de inverno.

Fig/fonte:wallpaper,disponível em google.pt


Comigo anda suave magia
de ver as nuvens com sua efémera candura,
levadas através da melodia suave do vento.
Ora toma forma de anjo, ora de homem. 
Estendo minhas mãos para além do mar e com
longas estrelícias te envolvo.
Teus suores que são gotas cristalinas de luz.
Banho-me; teus fluidos espalham pensamentos ao leu.
rubi

BOA NOITE


terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Boa Noite!

Há quanto tempo meu Deus! Esperamos tanto o país do futuro e quando chega o futuro recebem-se apenas sucatas. 
Desgraciados! 
Acho que vocês não levaram a sério seus valores, seus ideários. Vocês fizeram dos nossos princípios, nossas ideias apenas instrumentos de persuasão, dominação para vossos currais eleitorais, fabricados e alienados para vos servirem... Todos os que lutaram em nome da democracia hoje são milionários corruptos...  e nós que acreditamos levamos a dor de ver sonhos irrealizáveis... Mas, ainda lhes digo: Lutem companheiros! Quiçá um dia...

Olá


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Boa Noite!

Quando a última folha cair
Vou levar comigo teu calor.
Meu ser em outono
Há de sentir a estação
De uma só cor.
E no gélido inverno
Infla suave brisa que
Faz saber
A primavera há de voltar e
No sol do girassol o
Verão levará a realização
Dos sonhos adiados.
rubi

19/12/2016

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

... a hora o conto.

conto?

Dar a volta ao texto às vezes tão banal que faz-nos rir. Se pega a avó de muitos netos a mexer na bolsa e nas gavetas do outrem. Como não sumiu nada de valor e com pena da senhora a se justificar diz: não vi ninguém, vi só um vulto. Pronto: a confusão está feita. Você está doente, vendo vultos... Pois!
A avozinha deu a volta ao texto, como ela sempre dizia: é só dar a volta ao texto. kkk... KKKKK... kkk. Cara de peroba. Desculpe-me.

Conselho Amigo...

A esquizofrenia é uma doença mental crônica que se manifesta na adolescência ou início da idade adulta. Sua frequência na população em geral é da ordem de 1 para cada 100 pessoas, havendo cerca de 40 casos novos para cada 100.000 habitantes por ano. Só no Brasil estima-se que há cerca de 1,6 milhão de esquizofrênicos; a cada ano cerca de 50.000 pessoas manifestam a doença pela primeira vez. Ela atinge em igual proporção homens e mulheres, em geral inicia-se mais cedo no homem, por volta dos 20-25 anos de idade, e na mulher, por volta dos 25-30 anos.  Wikpédia.

Hei você! Pode ser doente com pareidolia ou sem ela. A pareidolia com a doença acredita-se ver vultos e ouvir sons. Há ainda a distorção da imagem.  A boa pareidolia ocorre quando você vê a imagem geralmente subliminar. Vê por que ela existe tais como os Smiles, com raiva, com medo, alegre, triste... Esse é só um tosco exemplo de boa pareidolia. Agora Bobo você abandona os remédios que te leva a uma vida normal, por que o reverendinho mandou abandonar dizendo que está curado, isso não é de Deus. Pode ser que seja apenas uma melhora. Deus disse: faça sua parte e eu te ajudarei.  A sua parte é cuidar da sua saúde tomando seus remédios. Ou você é um esquizofrénico com pareidolia e com certeza você vai entrar em crise quando podia levar uma vida boa com os remédios e com seu Deus, ou você está prestando depoimento mentiroso para engrandecer seu reverendinho. Cuidado! Se ouvir vozes e ver vultos você é doente. 

Olá!

"A mais terrível de nossas heranças é esta de levar sempre connosco a cicatriz do torturador impressa na alma e pronta a explodir na brutalidade racista e classicista. Ela é que incandesce, ainda hoje, em tanta autoridade predisposta a torturar, seviciar e machucar os pobres que lhes caem às mãos. Ela, porém, provocando crescente indignação nos dará forças, amanhã, para conter os possessos e criar aqui uma sociedade solidária."

Darcy Ribeiro

sábado, 10 de dezembro de 2016

HOLA!

Amar e não ser amada é o tema da hora.

Mas, quem é esse senhor descuidado?
Que tem súditos mal cuidados,
Tão abandonados!
Fica-se de punhos cerrados,
Não conhece, não respeita, não sabe a idade,
Nem sabe onde mora!


Cidade sem cor, sem luz, sem hora.
Pele? Não tocou, nem toca.
Algo sem nuvens para desfazer em abraço,
sem corpo, sem voz, sem querer,
o prazer por prazer.
Penteia os cabelos uma vez na semana
e dia de sair, aspirar manjerona,
beber alecrim.
cera, arranca pentelhos deixa cheirosa
enfeites, guirlanda sem fim.

Essa escravidão de corpo
de mulher .
Fecha os olhos agarra os lençóis
como se fora obrigada a morrer!
Em todas as formas de viver
Proíbe a possibilidade pura,
de cair no vazio do prazer por prazer.
Que loucura, que sina dura, 
de cadela no cio!
rubi

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Alfine(tando)

E a hora do conto...

Andrelina e Sindarin.  Presente que minha Biza ganhou quando se casou. Um casal de amigos para toda uma vida. Tiveram muitos filhos e foram felizes. Quando veio a liberdade Biza  estava com suas cartas de alforria prontas a eles e seus descendentes. Convocou a todos em reunião para entrega-las, mas, eles rasgaram uma a uma e disseram: queremos ficar contigo Sinhá.  Foi lhes dado uma fazenda que hoje é um município e eles nunca foram esquecidos.

Portanto pessoinhas de m@rda dobre a língua para falar de escravidão. Não somos culpados por políticas mal feitas, hediondas, burras, corruptas com seus resultados nefastos.  Digo ainda que a minha estimada rainha e progenitora teve, tem uma vida de felicidade com seu NEGÃO; meu pai filho da escrava negra e seu patrão. Quero ver e você provar ser ariano. De mais a mais que liga para isso? Jacaré no sêco anda.

...


Estive lá meu menino
Plantei no asfalto uma flor
Nasceu, cresceu floresceu
Regada por minha dor.
 ...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Juvenilidade


Aí vimos e ouvimos coisas tão belas, criativas e inteligentes;
praticados por gente na mais tenra juventude e achamos que podemos ter esperanças. 
Esse planeta tem jeito.
"Os Extraordinários" 

TONTERIAS


SAI JACARÉ
Não sou apta para falar do assunto tal qual você. 
O que entendes dos X e dos Y? 
Com qual direito faz diagnósticos? 
Vá! Corra, sinta-se em seu próprio qui quadrado.
Faça o teste.
Fez?
Viu?
Não fique triste
Tens os mesmos direito de qualquer pessoa.
Cuidado! 
Um dia alguém cansa de ouvir sua vasta opinião
E dá-lhe problema. 
Não confunda ser
Mimada com seus diagnósticos loucos!
Eu quero mimar 
Eu mimo...
e mimo muito!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Olá

"Se um poeta consegue expressar
a sua infelicidade

com toda a felicidade, 
como é que poderá ser infeliz?"
Mário Quintana

Boa noite!

... a hora do conto.

Era uma vez uma senhora, uma bela senhora de cinquenta e tal anos. Uma trabalhadora braçal que nunca havia sentado no banco de uma escola. Portanto não sabia ler e nem escrever. Mas, não sei se existe esse parecer; diria eu que ela era alfabetizada numericamente, ou seja, conhecia os números e somas, diminuições multiplicações, divisões e pasmem fazia uma percentagem quase que instantânea. Ela era algo vaidosa. Vestia-se muito bem e não dispensava os saltos altos, e falava, comunicava bem.
Abriu-se uma loja de revenda de cosméticos e perfumarias e porcelanas. Então ela foi revender para ganhar mais alguns dinheiros. A venda dava-se através de revistas com listagem de preços à parte.
Ela solicitou as duas revistas de cosméticos e de porcelanas e pediu-me a gentileza de colocar em cada produto o preço da peça em cada foto. Então eu questionei o porquê daquilo, achando que seria estragar tão bonita revista, ela simplesmente disse: sou analfabeta. Acreditávamos que ela não possuía condições de ser uma revendedora, pois cada revista oferecia mais de duzentos produtos.
Oh! Ledo engano. Hilda Emídia foi a melhor revendera que tivemos. Ela era capaz de vender 30 peças de porcelanas, por volta de 50 produtos de cosméticos por semana e sabia de cor para quem vendeu, quanto deveria receber, o endereço do comprador e sem jamais esquecer o seu lucro. Era bom, dava gosto ver a inteligência daquela senhora.
Ficamos a pensar se a Hilda Emídia tivesse a chance de frequentar escola será que e ela era capaz de pratica-las sem erro algum.  E nós que sofremos para aprender sobre duzentos  poucos ossos, o nome dos forames da cabeça humana... acho que Hilda tirava de letra.
Aqui fica uma homenagem a uma brasileira, analfabeta, educadíssima, dona de um nobre carácter


segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Boa Noite!


ACORRENTADA

Quantas vezes estive com
Minha alma acorrentada
Em dor e agonia
Quando apenas queria
Estar
Sobre um mar de paz!
Para a terra
Baixo minha cabeça
Com respeito;
Para o céu,
Com sopro do ar
Ergo meus olhos
Procuro a fé
Nas aguas
Quando repleta de angustia
Exauri a minha dor
No fogo
Purifiquei minha vida!
rubi reguzzi


sábado, 26 de novembro de 2016

VIDA em 360º



Sossega coração
Serena minha alma
Arrebenta meu peito e
Em dor vejo esvair o sentimento

mas há esperança.
Onde estás?
A muito espero tua chegada
Purifiquei minha vida
Lavei-a no sangue e no pranto
Do nada
Da sede
Da inanição imposta.
Sossega coração
Deixa a vida fluir, deixa!

Calma minha alma
Transforma a dor em palma
Aplausos?
Ah! Quem os merece
Se não fora Vós
Que sofreu na cruz!
Sossega minha alma
Deixa a vida fluir, deixa?


rubi

PEGADO EN MI SOLEDAD


Ando caminho; 
observo gotas cristalinas 
que o sol teima em secar.
Seriam gotas de rossio?
Tem gosto de maresia;
São lágrimas!
Verto-as.
Por que me deixei levar por aqueles 
presos em vileza?



Mesmo acompanhada estou sozinha 
a procura de mim mesma…
Gasto horas povoando a solidão,
com dismensurada consternação
percebe-me presa em um casulo imutável.
Adopto-o como morada e convido Deus,
nosso Senhor Jesus Cristo a ter comigo;
com todos os seres que dele precisar. 
rubi





quarta-feira, 23 de novembro de 2016

U la lá...

Sabemos como se escreve as citações treta órróróza. Isso aqui é só um passa-tempo, um diario(zinho); nada sério. Não se trata de uma tese... Ah! Tchu! perda de tempo.

TONTERIAS




Fig/fonte:disponívelingoogle.pt


Meu Deus energia de fé e esperança
Da-me forças para suportar as agruras do viver.
Ando tão cansada de medicantes!
Sempre lutei e ainda luto por meus proventos diários.
Nunca usei subterfúgios para facilitar o meu viver e agradeço
todos os dias por minhas forças e disposição para o trabalho.
Meu Deus de fé; não deixe que minha esperança se agonize
quando passar por mim alguém jovem, saudável  a mendigar;
sem nada a oferecer; da-me calma e livrai-me do discurso
cheio de inquietude que faz mal para mim e jamais para os
medicantes que continuam na mesma trilha.
No entanto há de convir que alguns possuem essa necessidade e
oferecem algo em troca mesma que seja uma mera dissidência das artes.
Aí eu lhe pergunto: gravidez é doença?




BOM DIA!


Queima-me por dentro
Uma vontade imensa
De ver o mundo e 
Suas diferentes conformações.
Um dia essa estrutura
Débil e fraca
Fortalecida por vencer 
Intempéries trazidas
Do nojo, do asco, do tédio, do engodo, 
da solidão, da falta de esperança. 
da tua sórdida pretensão...mas, um dia
há de chegar com ternura de vida...



Oh! Pan
Tu que és filho da natureza
Dizei a bela mãe que 
Há algo dentro de mim
Que precisa sair
Voar por nuvens alvas
E cair no colo de Deus.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Boa Noite

... e a hora do conto.


Perdoe-me, por favor, a sacrossanta ignorância, mas, vendo Ceiça uma conhecida perder seu único bem, sua modesta casinha, fruto de uma vida de trabalho eu me vejo a obrigação de escrever essas palavras. Pensas que é brinquedo? Disse e torno a repetir que a geração ditadura tem uns costumes que outros não têm.  É difícil lidar com certas situações mais  lá, vamos vivendo.  Cara! Pede para assinar procuração plena que fico louca. Por quê? Já vi pessoas miseravelmente pobres, possuidoras de apenas uma casinha para abrigar a família e os agregados, perder a dita casinha por ter assinado uma procuração plena para resolver um assunto trabalhista. Então caro mio! Não basta colocar a questão em negrito, tem que estar intitulado, muitíssimo bem explicado a questão que está sendo dados os plenos poderes. Para com essa história de modelo pronto! Faça sua própria procuração Uma para cada questão específica. Retirem se possível o latim ("ad judicia et extra") ou no mínimo o “et extra”. Cara, sabemos que nem todos são corruptos, mas, melhor estarem prevenidos. Simples assim. 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ESGOTADO

Obrigada minha energia de fé, bondade e esperança. Esse veio como sempre sonhei. Marca páginas e orelhas...

Olá!


As terras vermelhas de Goiás.


Corríamos tanto cuidando de nossas vidas e do outrem que não havia tempo para admirar as belezas das aldeias, das vilas, dos kimbos. Hoje quando deparamos com uma coisa desta a saudade explode dentro do peito, alcança a alma toma forma e a nostalgia bate fundo junto às lembranças de nossa infância que se perdeu nas mãos do senhor tempo. rubi

terça-feira, 15 de novembro de 2016

... Conto?...

Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem
perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

William Shakespeare
... e a hora do conto...

Reza a lenda que Cristo escolheu seus discípulos cada um com uma característica própria, e Ele escolheu o queria para a humanidade. Então perguntamos: que seria de nós se todos fossem iguais?
Também reza nos meios da ciência os vários conceitos sobre eu, id, ego e digo para vocês que nunca fui estudiosa desse assunto. Tivemos sim duas cadeiras, (6 meses + 6 meses) 1 aula por semana; apenas para ensinar a não sair por aí, observando, taxando o outrem de portadores de problemas do X, do Y, do qui quadrado... (rrs), ou seja, noções básicas.  Mais voltando à questão do eu, para nós significa apenas falar ou escrever na primeira pessoa.  Cara, né brinquedo não. Aquele tipo que se achar que se está na primeira pessoa está falando com ele, eitaa la lá! Que desagradável.
Todo esse bla, bla, bla é para lhe dizer que euzinha sou igual a são Tomé aquele que precisava ver para crer.
Quando nas poucas vezes que tentei não ser, deu ruim. Então ficamos assim. Já tive perdas muitas com isso, mas, esse proceder está sempre comigo. Às vezes penso que é também um costume que a geração ditadura angariou para si quando foi ensinada: não se identifique, não faça, não acredite, não dê enderesso...
Pois lhe digo amigo: com todo esse cuidado, tive que correr da Candelária até Copacabana.  Não me sentia cansada, apenas sentia um nó na garganta que me dificultava a respiração. Quando passou o túnel acho que é o Santa Bárbara, chegando à Avenida princesa Isabel eu desmaiei e a polícia chegou quando estava ajoelhada para levantar e disse: é uma criança! Levaram-me para casa. Por que de tanta correria? Alguém na Av. Presidente Vargas gritou em alto e bom som: BRIZOLA! Aí começou a correria e quem não quis correr foi pisoteado.
O que tem a geração ditadura que foram as mesmas caras pintadas para se admirar são a constância e a determinação com que corremos atrás do politicamente correto, sem medos e destituídos de preconceitos absurdos. Aí vem voce e diz: uma intervenção seria boa.
Cara seria boa em defesa de nossas fronteiras, das nossas crianças, da nossa segurança, do nosso direito de ir e vir, do nosso trabalho, da nossa educação. Viu? Eu sou realmente centenária...

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

...

... primeiro eu era cover, agora dá-lhe de vampirestat...
não há como funcionar...

Simplesmente Palavras

Acreditas
na suprema ferramenta 
do pavor
da dor,
do sofrer?
Acredita também 
na suprema ferramenta
do sentir
o amor,
a dádiva,
o perdão?
Acreditas na 
poderosa ferramenta
capaz de transformar
a crueldade, a falsidade,
em pura e soberba
verdade? 
Acreditas na ferramenta

Que transforma o caos em paraiso 
aonde vive Deus, nosso 
Senhor Jesus Cristo, a bela natureza,
Acreditai vós na palavra?

rubi

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

BO TARRDE



Oh! San Martin
Chega-te a nós com sua caridade e bondade
Ensina-nos sempre sobre a humildade 
Permita-nos ter uma capa para dividir com quem tem frio
Agradecemos-lhe por teu pequeno verão
E San Martin que nunca nos falte castanhas para dividirmos
com aqueles que têm fome
Venha connosco louvar a nossa bendita energia de fé e esperança:
Deus, Todo Poderoso.

Somente a Ele, toda honra e toda glória. 

domingo, 6 de novembro de 2016

... assédio moral...


EGO
Negar o ego é não ser nada, não ter independência mental. Negar sua existência. Viver por instinto e para os outros. O desejo de poder sobre os outros, um odio patológico da vida e da liberdade. 
É urgente conhecer os métodos desses míseros seres que buscam a anulação do outrem. 
Primeiro: destruir-se a pessoa fazendo-a sentir pequeno, culpado, envergonhado, inútil, cheio de pecados levando com isso a morte de suas aspirações e destruição de sua integridade, ou seja, levar a desistência de seus ideais e aspirações, fazendo da pessoa uma presa fácil e obediente a quem preencher esse vazio. 
Segundo: coloca-se a mediocridade em um altar e destroem os valores verdadeiros. Para tal leva a pessoa ao sofrimento através da inanição e outros métodos para que seus valores sejam rejeitados. 
Para terminar de matar o ego, não deixam a pessoa ser feliz, pois se for ela será uma pessoa livre. Desejos pessoais são um mal e o individuo tem que doar, sacrificar. “Onde há sacrifício há oferendas” para alguém receber. Enaltece a escravidão o sacrifício e em aceitando esses conceitos a desgraça individual está consumada. 
Para enterrar o ego anula os valores individuais da pessoa, fazer perder a razão a capacidade cognitiva, afirma “em publico” sua incapacidade, faz acreditar que ela não pensa e que não precisa, basta sentir. E a pérfida maledicência chega ao poder tomando a razão do individuo massacrado usando todas as suas capacidades: física, mental e intelectual. Usa a colectividade como massa de manobra para complementar seus instintos e tomam toda a essência dos sentimentos do ser atacado.

Depois de perceber que o ser está tentando se recuperar, leva ao assédio maior que é o encorajamento ao suicídio. Em não conseguindo usa-se outras estratégias em que não convém citá-las. Luta-se dura e constantemente pela desmoralização da pessoa fazendo acreditar que a pessoa está vitimizando-se.
Depois em nome de caridade, o falso "pinheiro da boa vida" é dado; e o ser é entregue aos abutres do mundo para ser surripiado, disfarçado e escondido. Finalmente após destruição total tem que agradecer por tudo. 

Lavando cérebros

CUIDE-SE



EGO
Negar o ego é não ser nada, não ter independência mental. Negar sua existência. Viver por instinto e para os outros. O desejo de poder sobre os outros, um ódio, uma invídia patológicos da vida, da liberdade do ser. 
É urgente conhecer os métodos desses míseros seres que buscam a anulação do outrem. 
Primeiro: destrói a pessoa fazendo-a sentir pequeno, culpado, envergonhado, inútil, cheio de pecados levando com isso a morte de suas aspirações e destruição de sua integridade, ou seja, levar a desistência de seus ideais e aspirações, fazendo da pessoa uma presa fácil e obediente a quem preencher esse vazio que foi angariado através do sofrimento. 
Segundo: coloca-se a mediocridade em um altar e destroem os valores verdadeiros. Para tal leva a pessoa ao sofrimento através da inanição e outros métodos para que seus valores sejam rejeitados. 
Para terminar de matar o ego, não deixam a pessoa ser feliz, pois se for ela será uma pessoa livre. Desejos pessoais são um mal, um pecado e o individuo tem que doar, sacrificar. “Onde há sacrifício há oferendas" para alguém receber. Enaltece a escravidão o sacrifício e em aceitando esses conceitos a desgraça individual está consumada. 
Para enterrar o ego anula os valores individuais da pessoa, fazer perder a razão a capacidade cognitiva, afirma “em publico” sua incapacidade, faz acreditar que ela não pensa e que não precisa raciocinar, basta sentir. E a pérfida maledicência chega ao poder tomando a razão do individuo massacrado usando todas as suas capacidade mental, intelectual. Usa a colectividade como massa de manobra para complementar seus instintos tomam toda a essência dos sentimentos do ser atacado. Uma vez percebido vem o assédio mais terrível que é o incentivo ao suicídio
Depois em nome de caridade, o pinheiro da boa vida é dado e o ser é entregue aos abutres do mundo para ser surripiado e disfarçado. 

Finalmente após destruição total tem que agradecer por tudo. Malditos, mil vezes malditos! 


É verdade, OU NÃO É?
Senhor  “ reverendinho” como foste por vós mesmo denominado.
Vai pagar pessoínhas para tomar essa fala tambem?