CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

BOM DIA

Hei! Você poeta.
Teria tempo para viver sua infância
inacabada?
Teria tempo para escrever
bonito a quem te inspira, na
pedra lavrada?
Permita-se Poeta
sentir o que escreve.
Desvendar para quê?
Apenas cair no delírio
da puerícia e
como seres da utopia
parir sentimentos gigantes
na madrugada fria.

Bem, o que dirá para
a alma em versos?
Dizeis, pois a
mais pura verdade?
Mentiroso!
Desalija teus versos
na mentira e
dirás o que deve ser;
escondidos em teus suspiros e ais.
rubi

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Palavras



O que faz
Mudar
Através de simples palavras
A caminhada
Na encruzilhada
Da vida?


Quem na palavra morta
Faz
O amor soberano
Da fantasia?


Quem na palavra torpe
Do dia a dia
Cria
A soberania?


Quem no bailado triste
Veste a palavra
De hipocrisia?


Quem espanta a dor
Com a palavra nefasta
e o poder
Da mordomia?


Quem irreverente
Ri daqueles que trazem
Consigo
A covardia?


Quem ama
A palavra prostituída
Descabida
Em agonia?


Quem grita
A palavra suja
Da garatuja
De rebeldia?


Quem nos leva a ver
Ouvir
a música da vida
Ora feliz
Ora sofrida?

rubi
FOTO / fonte: camélia flores em fita

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

MÁXIMAS


Máximas…
de onde são amealhadas?
do dia a dia,
das palavras sentidas,
dos dogmas,
do barulho da opinião,
da paixão que arde,
do amor que enlouquece,
da história sem aventura,
do frouxo abraço,
do desejo traído,
da indiferença no bom dia,
dos escritos nas estações…
Fazem queimar os poemas que
presos brilham na mente e
vão encantar os sonhadores.
rubi


OLÁ!

MEU EU


…Em fogo
Desassossego
Amargo apego triste
Ao que não existe
Em luta acirrada
Contra a mesmice
Do nada.
Levanta-te
Oh! Incansável guerreira
Neste mundo és passageira
No trem da alegria
És melancolia
Vem! Cair em braços
Leve feito pluma
Sonhar vez alguma
Na longa noite em bruma
Que eleva até os céus
Em asas de Deus!
E nesse olhar vazio
Triste e sem lágrimas
Traz um fosco brilho
De um grito tardio
Alto, tao alto
Que acorda a alma!
Vem! Juntar semente
Plantar paixão
Nascer com sofreguidão
Crescer no coração.
Vem! Cantar um hino
E na longura, jura do sino
No revoar da passarada
Vida em *faca amolada!
Que destroça a ilusão!

rubi

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

...alfinetando...


CARÍSSIMO
Para ler
Para entender, para gostar da quinta arte você tem que aprender; tem que saber ler!
Se você não ler com sensibilidade, se ler como a um texto corrido; não percebe as entrelinhas
não vale nada mesmo!
Quando leres a quinta arte meu caro; não busque lógica
muito menos coerência!
Busque a emoção e as entrelinhas!
Para gostar da quinta arte meu caro, tem que saber ler, tem que perceber o que quer dizer!
Mas, você! Quando vai a praia e flatula na areia,
não sabe qual letra forma, acha que não vale nada mesmo! 



rubi

PUBLICADA POR rubi reguzzi À(S) 10:52